Feminismo cristão?

feminismo

Gostei do insight que me trouxe o pensamento de Chesterton. Mas acho que se a intenção dele era reprovar o feminismo, a crítica não é válida. Em minha simplicidade, acredito que o feminismo surgiu como uma reação a um contexto em que as mulheres não apenas “ajudavam seus maridos”, mas eram em geral exploradas, abusadas e oprimidas mesmo. Foi algo realmente necessário. É claro que sempre houve exceções; sempre houve romantismo, cavalheirismo… Mas a regra geral, ao que me parece, sempre foi injusta. Por isso é natural que quando houvesse oportunidade elas se rebelassem contra um sistema que impunha a submissão das mulheres à rudeza e aos caprichos de homens que as viam como meras serviçais e objeto de uso sexual. Continuar a ler

Porque eu deixei a carreira de administração de empresas antes mesmo de começar

foto-1-33

Uma amiga perguntou: “quem é mais fútil? a mãe que banca ou a filha que consome??? QUAIS SÃO OS VALORES DA ATUALIDADE?????”

E eu acrescento:

Quem é mais fútil, a mae ou a filha? Ou os administradores que estudam o comportamento humano e criam as marcas e o valor subjetivo que elas carregam e assim conseguem ganhar rios de dinheiro vendendo coisas que as pessoas não precisam a um alto preço e pagando aos seus empregados salários que não bancam uma vida digna? Quem é mais fútil? A menina que busca status social ostentando um tênis, às cutas do salário da mãe? Ou o empresário, que busca status social ostentando um carro de luxo, às custas de seus empregados e dos consumidores manipulados? Eu tenho pena é da mãe, que por amor e ignorância é explorada pela filha ao mesmo tempo em que, por um salário provavelmente baixo, passa a vida andando de ônibus e limpando casas elegantes nas quais nunca vai morar. Continuar a ler

Profetismo em Israel

Profetismo em IsraelNas páginas que se seguem, apresento um resumo do livro “Profetismo em Israel. O profeta. Os profetas. A mensagem.”, de autoria de José Luiz Sicre, professor na Universidade de Granada e no Pontifício Instituto Bíblico de Roma, licenciado em filosofia e doutor em Sagrada Escritura. Este resumo se concentra na segunda parte do livro “Os profetas”, devido à sua maior relevância para o iniciante na prática da exegese. Visto que a primeira parte trata-se de um estudo mais minucioso sobre a atividade profética, e a terceira dedica-se a uma tentativa de aplicação da mensagem dos profetas de ontem para os dias de hoje.

Ao selecionar o texto para compor este resumo, atribuí mais valor às informações referentes ao contexto e à vida de cada profeta, e menos aos dados mais detalhados como interpretações de passagens, opiniões de comentaristas, teorias sobre datação, etc. Penso assim poder captar os detalhes mais abrangentes, indispensáveis a qualquer abordagem do texto bíblico. De modo que ajude o estudante a captar a mensagem mais ampla de cada profeta, e que o livro seja mais facilmente manuseado posteriormente, na necessidade de informações mais profundas sobre textos específicos. Continuar a ler

As leis da simplicidade

ImagemEm um mundo que se torna mais complexo a cada minuto, a simplicidade vai sendo cada vez mais desejável. Mas atingir a tão desejada simplicidade nem sempre é tão simples – com o perdão do trocadilho. Comecei a meditar sobre isso no dia em que me deparei com esta frase que anda circulando pela net:

Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.

Pois bem, se há muito trabalho a ser feito, é bom saber que já existe gente pesquisando o tema e escrevendo livros pra facilitar a nossa vida. É o caso do John Maeda, designer e professor no MIT. Sinceramente, não lembro como que encontrei o livro dele (passou-se muito tempo desde que eu baixei o pdf até o momento em que comecei a ler), só sei que fui facilmente seduzido pelo título: as leis da simplicidade. Continuar a ler

Minima Sacramentalia: Os Sacramentos da Vida e a Vida dos Sacramentos – Leonardo Boff

0Sacramento. Segundo o dicionário Aurélio: “cada um dos sete sinais sagrados instituídos por Jesus Cristo para distribuir salvação divina àqueles que, recebendo-os, fizeram profissão da fé”. Mas o senhor Aurélio Buarque de Holanda não era um teólogo, a definição dele é uma síntese do entendimento católico de sacramento.

Segundo o catecismo da igreja católica:

Os sete sacramentos são os sinais e os instrumentos pelos quais o Espírito Santo difunde a graça de Cristo, que é a Cabeça, na Igreja, que é seu Corpo. A Igreja contém, portanto, e comunica a graça invisível que ela significa.[1] (grifo meu)

E ainda:

os sacramentos são sinais eficazes da graça, instituídos por Cristo e confiados à Igreja, por meio dos quais nos é dispensada a vida divina. Os ritos visíveis sob os quais os sacramentos são celebrados significam e realizam as graças próprias de cada sacramento. Produzem fruto naqueles que os recebem com as disposições exigidas.[2] (grifo meu)

Podemos perceber então três características importantes do sacramento católico: é uma instituição de Jesus Cristo, é canal de recebimento da graça divina e é administrado pela “igreja”. Entretanto estes três pontos são facilmente questionáveis, mas vamos por enquanto nos ater a um deles, o primeiro. Continuar a ler

Inácio de Antioquia

BIOGRAFIA

inacio

Nasceu na Síria entre 35 – 50 d.C. Pouco se sabe do início de sua vida e muito menos de sua família, segundo a lenda Inácio foi a criança que Jesus segurou em Mc 9:33 foi discípulo do apóstolo João, segundo Eusébio de Cesaréia sucedeu Evódio como terceiro bispo na Igreja de Antioquia. Segundo a lenda, Inácio foi a criança que Jesus segurou em seus braços em Mc 9:33. Escreveu sete cartas que foram escritas entre as breves paradas das suas viagens, estas são: a Policarpo de Esmirna, aos Efésios, Esmirniotas, Filadélfos, Magnésios, Romanos e aos Trálios.

Sua influência e autoridade era tão grande que era conhecido como Teóforo (do grego antigo ϑεοϕόρος, composto de ϑεο- “deus” e -ϕόρος “portador”) Por volta de 107 d.C, nono ano do reinado de Trajano, foi preso e levado a Roma, onde foi entregue as feras nos Coliseu. Inácio via o seu martírio como uma forma de anunciar o evangelho e como gesto de entrega ao Senhor. Continuar a ler

Influências gnósticas em “A Última Tentação de Cristo”

SINOPSE

A ultima     A Última Tentação de Cristo é um filme estadunidense de 1988, baseado no livro homônimo publicado em 1951 pelo escritor grego Níkos Kazantzákis. A obra conta a história de Jesus – não baseada nos evangelhos – desde os momentos anteriores ao início do seu ministério até a sua morte na cruz, passando por um período em que ele imagina como teria sido sua vida se não tivesse que se sacrificar pela humanidade. É fácil perceber que o personagem Jesus é bem diferente da pessoa descrita nos evangelhos. O drama cinematográfico traz várias variantes sobre a história e a pessoa de Jesus. Aqui será analisada a influência do pensamento gnóstico na trama do filme. Mas antes disso, é importante esclarecer um pouco o que é o gnosticismo. Continuar a ler

A influência do calvinismo na política

Politica       Em uma série de palestras posteriormente condensadas em um livro, o Dr. Abraham Kuyper discorreu sobre as influências do calvinismo sobre diferentes áreas da atividade humana, perante o Seminário Teológico de Princeton, em 1898. Entre estas áreas analisadas pelo teólogo holandês estava a política.

      Kuyper inicia a sua argumentação afirmando que “nenhum esquema político jamais se tornou dominante a menos que tenha sido fundado numa concepção religiosa específica ou numa concepção anti-religiosa.” E como ele nos mostra, o calvinismo não permaneceu inscrito na esfera da religião, mas abraçou todas as dimensões da sociedade, e não foi diferente com a política. Continuar a ler

Uma mensagem para as mulheres:

QUÉ PUEDES APORTAR TÚ A LA SOCIEDAD

¿Cómo bendecir a otros?

         Primero, me gustaría pediros que pensaseis en una mujer a la que admiréis y en el motivo por el cual la admiráis; una cualidad que la haga admirable. Puede ser cualquier persona: algún personaje de libro o película, alguien que conozcáis, alguien famoso…Ejemplo personal: María (Lucas 10:38-42, Juan 11:17-35; Juan 12:1-8) porque sabe escuchar y conmover el corazón de Jesús.

      Muchas de las virtudes de las mujeres están relacionadas con el ámbito de las relaciones, es decir, con la manera que tienen de relacionarse con otros/as: ternura, cariño, cuidado, amor…Pero también dentro de sus virtudes se encuentran la fuerza, el valor…son luchadoras, valientes (ejemplo personal: reina Ester). La sociedad necesita todo ese amor, sobre todo en tiempos difíciles de luchas y aflicciones. La sociedad necesita mujeres conforme al corazón de Dios, mujeres que reflejen el corazón de Dios allí a donde vayan. Continuar a ler

Amor Livre

A sociedade prega o “amor livre”, mas na verdade pratica a erotização livre. Há verdadeiramente amor nisso?
No Reino de Deus a erotização é manifesta na união de uma mulher com um homem, que os torna uma só pessoa completa. Mas o AMOR é mais do que livre, é a lei do Reino de Deus! “Amai ao criador sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo.” Então, o verdadeiro amor livre é aquele que Jesus quer nos ensinar.

Pense nisso ;)